segunda-feira, 31 de março de 2014

menina sapeca

Ela não tem medo!
Ela pula, ela cai, ela levanta. Ela rola, ela balança.
Ela fala, ela grita. Ela se joga, ela brinca!
Ela... é a Nina!!!




video




quarta-feira, 26 de março de 2014

fotos das útlimas semanas

O final de semana que passou foi de diversão na casa dos avós paternos.
E foi diversão mesmo. Nina brincou muito. Separei umas fotos pra guardar o momento. Tem fotos mais antigas também, do final de semana retrasado.

No próximo final de semana, a bagunça é na casa dos avós maternos, com os primos. 

Voltaremos!

no escorregador

passeando com o papai

no laguinho da praça do condomínio
 da casa nova

voltando da casa dos dindos,
segurando o presente que ganhou

desenhando

dormindo com a Mona

acordando com os amiguinhos e comendo banana

travesseiro confortável... Marley labradora e fiel amiga

com o papai e o vovô

inspecionando as flores
do jardim da vovó

brincadeiras com a tia Lulu
e com a Marley

voltando para casa no domingo





terça-feira, 18 de março de 2014

a difícil arte de educar

Queria compartilhar aqui algumas preocupações que me rondam nessas últimas semanas.
Com a mudança de turminha na escola, agora Nina não tem mais as regalias de um bebê. Agora ela é uma pré-criança, ou pós-bebê. Percebem? Uma fase transitória. E difícil.
Além disso, mudou um pouco a rotina de leva-la para a escola. Antes tínhamos dois carros. Então eu a levava para a escola e depois seguia para o trabalho. Agora a tarefa está com o marido. Ele leva e busca, tanto a mamãe quanto a bebê. Então, passamos a fazer mais duas atividades em família.
Com essas mudanças, Nina ficou mais agitada e mais apegada a nós também.
Mudar de turma (espaço físico) e professoras é algo novo na cabecinha de uma mini menina. Deve dar uma confusão. Embora os coleguinhas sejam os mesmos, pois migraram de turma juntos, tem sala nova, móveis novos, rotinas e atividades novas, e novos horários de almoço, janta e lanches. Além disso, a estimulação é outra, tem escovação, educação física e mais brincadeiras no pátio. Eles só dormem se estiverem com sono mesmo. Não tem a hora do soninho. Mas, geralmente após o almoço, ela tira uma soneca.
Nina chega em casa destruída. Mas acredito que logo ela vai se acostumar à nova rotina. Questão de algumas semanas. A gente é assim com novas rotinas. Imagine eles!
A outra mudança, a da logística de ir e voltar para a escola, também deu um nó na cabeça da Ninoca. O motivo? Agora ela vê o papai e a mamãe deixando-a na escola. Ou seja, é divertido sair todo mundo junto, no mesmo carro. Ela vibra, percorre o caminho dançando, conversando. Mas o momento da separação não é nada legal. Ela quer ir junto.
Então, mudamos um pouco a maneira como a deixamos na escola. Somente um a leva até a sala. O outro fica no carro, escondido. Hoje funcionou. Espero que continue.
Bom, o que tudo isso tem a ver com a arte de educar? Tudo! Mudanças alteram a rotina, que alteram o comportamento, o sono, e outras coisas. E isso exige muito mais da gente, enquanto pais.
Todos os dias a Nina tem uma atitude diferente. Têm dias que está super bem. Outros dias, não. E nesses dias em que ela não está bem, ela chora, bate na gente, aperta (com raiva). E é aí que a coisa pega. O que fazer? O que é o certo fazer? Qual a atitude a tomar? E funciona?
Tenho lido sobre o assunto e é unânime: nunca bater. Certo, Arnaldo!
Mas e o que realmente funciona? Existe receita? Cases de sucesso?
Não, acho que não existe. Não acho: tenho certeza.
Nessas horas, tento conversar, dizer que não gostei, que não é certo, que tem que fazer carinho e não bater, que mamãe/papai ficaram tristes, faco cara de brava e tento ficar sem falar por um tempinho, pra ela pensar no que fez e ver que eu não gostei, mudo o foco... e por aí vai  a lista de argumentos.
Se funciona? Não sei. Por enquanto não está funcionando, mas vai ver que a médio e longo prazo isso vai funcionar. Espero que sim.
Enfim, sei que preciso fazer algo. Não acho certo ignorar. Porque se eu ignorar, ela vai entender que pode fazer.
É difícil. É complicado. E me preocupa um pouco (ou muito!).

Alguém aí para compartilhar experiências? 

sexta-feira, 14 de março de 2014

a baby virou mini

E nossa baby virou mini.
Sim, Nina encerra nesta sexta-feira sua vida de berçário e na segunda, começa a vida no mini maternal.
Na verdade, a vida no mini começou nessa semana, com a adaptação - que foi muito tranquila, por sinal.
Gente, nem acredito que o tempo voou tão rápido assim e que aquela menininha indefesa, que iniciou no berçário com 5 meses e meio, há pouquinho mais de um ano, mal sabendo para onde estava indo (judiaria), hoje já:
  • corre com desenvoltura e total segurança
  • pula e ama a cama elástica
  • brinca no escorregador
  • fala pelos cotovelos e chama os coleguinhas pelo nome (ou apelido)
  • fala pequenas combinações de palavras como: “oi mamãe”, “oi papai”, “qué saí”, “qué dexê”, “vamu lá”... e mais algumas
  • ajuda as professoras e a mamãe em casa
  • organiza os brinquedos
  • recolhe o lixo do chão, leva a fralda suja no lixo, leva o lixo para a lixeira do prédio (essa parte merece um post)
  • avisa que vai fazer fazer xixi e cocô
  • tenta tomar banho sozinha
  • come sozinha
  • corre pela casa, pela praça, pela calçada, pelo condomínio
  • abraça e beija a gente
  • corre para nos encontrar, de braços abertos
  • tem chilique (bom) quando vê a mamãe e o papai e começa a pular, abanar os braços e gritar de tanta felicidade (nóis si acha daí!).


Tem ou não tem que ir para o mini maternal uma figurinha dessas?!?!? 
Segundo a professora falou ontem: “Ela está um avião!”!


Filha: que você aprenda muito nessa nova etapa, que você continue crescendo, evoluindo e sendo essa menina linda por dentro e por fora. Mamãe e papai estarão sempre com você, acompanhando e dando todo o amor, carinho, educação e suporte para você crescer e ser uma pessoa de bem e muito feliz!


segunda-feira, 10 de março de 2014

20 meses + últimas

E hoje nossa pitoca falante, andante e esperta completa 20 meses de pura alegria e amor infinito!
E cada dia que passa ela está mais desenvolvida. É gritante  diferença de uma semana para a outra. Nosso bebê está dando lugar ao uma linda e espirituosa menina. 
Agora quer chuquinha no cabelo todo dia. É uma ajudante e parceira para as tarefas, quaisquer que sejam. Até as que ela não consegue fazer. E aí, haja paciência pra explicar que ela não pode fazer... rsrrs
Cada dia que passa, mais apaixonante conviver com nossa florzinha!

E vamos falar do final de semana, que  terminou, mas foi divertido. Teve brincadeiras, festinha, bagunça, soninho... e muita coisa boa!
Ficamos em casa, o clima está bom. Nem muito quente, nem muito frio.
Nina ficou um pouco resfriadinha. Mas nada de febre. Só o nariz escorria um pouco e estava meio sem apetite. Não sei se por conta do resfriado ou se era porque não tinha tempo mesmo de comer... Só de brincar! rsrsrs
Seguem as últimas fotos!

pronta para passear!

hora do lanche, supervisionada pelos fiéis escudeiros!

comer... comeeeer!

Mona esperando sobrar algo!

brincando na cama elástica

aproveitando a festinha com o papai

concentrada no brigadeiro de colher

mais brigadeiro... (o mesmo!)

ajudando a mamãe a limpar a casa...

Nina e seus pets

sexta-feira, 7 de março de 2014

carnaval

Alalaôôôôô... mas que calooooooooooorrr...
E o carnaval passou e o ano finalmente começou! Bem vindo 2014!
E preciso deixar aqui registrados os acontecimentos do feriadão de carnaval. E preciso deixar registrado que Nina iniciou o feriadão com um comportamento e terminou com outro.
Explico: Nina estava um bebê calmo, tranquilo, dormindo a noite toda, obediente (dentro do que considero normal), pouco birrentinha. Passou o feriado e ela se transformou. Não dorme mais a noite toda, está birrenta, dá show quando contrariada, bate na gente quando dizemos “não”, só come se for sozinha. Nada de ajuda. Tudo, eu disse T-U-D-O, o que fazemos, ela quer fazer também. Não pode ver a porta do banheiro aberta que entra correndo pra pegar o rolo de papel higiênico e sair puxando tudo. Abre as gavetas e tira tudo para fora (aqui vale uma ressalva: depois ela guarda, se pedimos!). Está com TOC (sim... transtorno obsessivo-compulsivo) com apenas 1 ano e 7 meses de idade: não pode ver lixo no já que já aponta  diz: “ixooo... ixoooo” e quer juntar tudo e levar no lixo (teremos que sair com sacolas plásticas para juntar o lixo bem provavelmente!). Só levanta da cama se tiver o “inéínho” pra colocar nos pés, mas quando está no parquinho, tem que brincar de pés descalsos. Se vai sair, já pegar o “inéínho”, coloca nos pés e vai pra porta.
E tem mais coisas que ela anda fazendo depois do feriado do carnaval.... mas não tô me lembrando agora... é tanta coisa!
Bom, mas voltando ao feriado, no sábado fomos visitar a obra da casa pela manhã, almoçamos e fomos para a praia. Estava frio. Os avós paternos foram também (será que isso contribuiu para a mudança repentina de comportamento? Nããão... foram só dois dias! Não pode isso, Arnaldo!).
Aproveitamos a praia mesmo só na segunda pela manhã. Mas nos outros dias, Nina brincou bastante com a cachorrada, com os avós, correu na grama, passeou, dormiu, comeu...
Voltamos na segunda à noite. Na terça-feira ficamos em casa organizando a bagunça da viagem. Fomos ver a obra novamente (não, nada ansiosos! Imagina!), passeamos num parque da cidade pois estava um dia tranquilo e ensolarado.
Na quarta-feira eu e Nina ficamos em casa, pois a escola não abriu. Então mamãe aqui se acabou cuidando da pequena e trabalhando home office. Brincamos pela manhã (ela acordou às 6:30). Saímos para almoçar. Passeamos um pouco no shopping e voltamos para casa. ela dormiu. Acordou, brincou. Saímos umas 2193823 para brincar no parque... íamos e voltávamos para mamãe aqui poder trabalhar nas horas “vagas” e não ficar devendo tanta hora no banco de horas, afinal a gente paga escola que não tem, tem que trabalhar e tem que se virar nos 30 pra dar conta de tudo.
Ontem, finalmente tudo voltou ao normal e minha esperança é que com a volta da rotina, Nina volte a ser aquele doce de bebê que era antes do carnaval. Oremos!
Seguem algumas fotos do feriado.
Ah, sim. Teve bailinho de carnaval na escolinha. Ainda não temos fotos do evento... rsrrs
Beijos e ótimo final de semana pessoal!