terça-feira, 4 de outubro de 2016

como estamos?

Então que acabei de olhar pra régua de crescimento e ela mostra que Nina está com 4 anos e 2 meses (quase 3).

O último assunto daqui foi da escola nova! Então, vu começar pelo fim... a escola nova já não é mais nova. A adaptação foi feita e, entre mortos e feridos, salvaram-se todos.

Do meu humilde ponto de vista, a escola é ótima. Deu muita independência e autonomia pra Nina aprender brincando. Até demais! kkkk
Eu sou bem suspeita pra falar porque sou daquelas mães bem chatas - palavras do pai da Nina. Daquelas mães que acompanham mesmo, cobram a escola, cobram o filho, ficam em cima... dou pitaco, falo que gostei, que não gostei, dou sugestão, participo... enfim... deu pra perceber o tamanho do pepino (da escola, do marido, da filha, dos avós... hahaha). Mas não armo barraco, não. ainda!

Já do ponto de vista da Nina, ir pra escola deveria ser algo a se fazer uma ou duas vezes na semana. No restante dos dias, ela queria mesmo era ficar em casa. E comigo! todas chora
Todas as manhãs (ou quase todas), ela chora pra entrar na escola. Chorar assim não é bem a palavra. Ela mia. Aí, pra buscar é uma tortura, porque ela não quer ir pra casa. Vai entender!
Mas isso me conforta um monte, pois se ela quer ficar, é sinal que gosta. Claro que ela gosta bem mais de ficar em casa. E que bom que ela gosta. Nos sentimos bem em saber que ela acha a casa dela o melhor lugar pra ficar. Mas a escola é importante. E mamãe ainda não tem condições de largar o trabalho e ficar em casa. Ainda não!
Aí, conversando ela entende. Mas não deixa de fazer a cena dela. A tentativa é livre e ela sabe bem disso!

Tirando esses dois fatos mais assim, digamos, difíceis, no restante ela está bem. Ama os coleguinhas, ama o jipe que tem na frente da escola, ajuda a cuidar deles, ajuda as professoras, tem muitos amiguinhos novos... Ufa, deu tudo certo! :)



Um comentário:

Nós AMAMOS quando você comenta!!