quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

nova escola

E mais um ciclo se encerra na vida da nossa Ninoca.
Entrando 2016, Nina continuará sua vidinha escolar em outra escola. Ela sai da escola onde ela entrou com 5 meses de idade e vai para outra escola maior e com uma proposta diferente de trabalho.
Na bem da verdade, sempre pensei que ela iria para uma "escola maior" quando desfraldasse. E ela desfraldou no ano passado, com 2 anos e 4 meses e aí, achamos muito cedo para trocar. Ela permaneceu então, por mais um ano na escola exclusivamente de educação infantil.
No segundo semestre deste ano, comecei a busca por escolas. Alguns requisitos como a localização (perto do meu trabalho), valor da mensalidade, método de ensino da escola, foram reduzindo a opções.
Na época da rematrícula da Nina, eu estava com a short (bem short mesmo) lista de UMA escola. Mas confesso que não estava confortável com escolha. O que mais gostei foi da parte da sustentabilidade que a escola trabalha. Porém, cada criança precisava levar seu lanche e os pais não têm livre acesso às salas de aula para buscarem seus filhos. Esses dois pontos me incomodavam. O primeiro, porque é tão difícil uma criança comer bem e saudável!!! E Nina come bem. Come fruta, legumes, verduras, comida de verdade. Comecei a pensar na influência que isso teria quando ela visse outras crianças com doces, bolacha recheada, bala, chocolate, etc... O segundo, porque eu acho importante os pais/responsáveis terem livre acesso à escola para ver o ambiente, como estão as crianças... enfim! Participar ativamente da escola
Então, aos 90 minutos do segundo tempo, ou seja, numa sexta-feira ates de iniciar a semana das rematrículas, ouvi falar de uma "escola diferente", onde as crianças brincavam muito, não tinha mesa, cadeira, tudo era feito no chão, tudo ao alcance delas para brincar e se desenvolver.
Não preciso dizer que meus olhos brilharam e logo fui buscar mais informações sobre a tal escola.
Entrei no site, mandei e-mail pedindo informações naquela sexta-feira mesmo.
E na terça-feira, eu e Nina fomos na escola para conhecer e fazer a entrevista pedagógica.
Nina adorou tudo. Adorou o método montessoriano (que ela nem sabe que é!), as crianças apresentando a turminha, o pátio com bichinhos...
Não tivemos dúvida de que era aquela a escola para ela.
Com isso, a partir de janeiro (semana que vem), Nina inicia uma nova etapa, um novo ciclo. Numa escola com educação infantil e ensino fundamental até o 5º ano. Uma escola montessoriana e construtivista.
" Quem entra numa sala de aula montessoriana encontra crianças espalhadas, sozinhas ou em pequenos grupos, concentradas nos exercícios. Elas são de idades diferentes e agrupadas em uma mesma turma, que segue um programa único, com conteúdos diferenciados, em níveis distintos. São livres para agir sobre objetos e materiais, ou seja, são sujeitos da sua própria aprendizagem, elas se ajudam mutuamente, de acordo com o que é pré-estabelecido por uma agenda, pelo nível de aprendizagem e orientados pelo professor. A educadora Maria Montessori concebia sua escola como local onde se privilegia a diversidade, se respeita a individualidade e se observa com naturalidade, as diferenças.Agrupamento na Pedagogia Montessoriana tem a função de:- Permitir a reprodução do esquema social no qual o aluno está inserido – a família e a sociedade.- Favorecer o respeito às diferenças individuais como diferenças e não falhas ou carências.- Permitir subagrupamentos, de acordo com os interesses, níveis de aprendizagem, maturidade.- Propiciar modelos diferentes, em diferentes níveis que favorecem o crescimento individual.- Propiciar experiências em que se evidenciem situações de sucesso.- Flexibilizar os parâmetros de comparação.- Possibilitar o enriquecimento das relações afetivas.- Compartilhar os papéis de aprendente – ensinante.- Provocar a desestabilização do conhecimento e apoiar a acomodação.- Flexibilizar os limites de atuação dos profissionais envolvidos no processo de aprendizagem.- Atender aos princípios da movimentação e do respeito a regras e limites impostos ao convívio de grupo pelo próprio grupo.- Garantir que o material necessário esteja presente em sala para atender aos diversos níveis e ritmos de aprendizagem e instigar a curiosidade.- Possibilitar a prática do conhecimento em situações reais do cotidiano.- Permitir o percurso da apreensão do conceito à sua estruturação (do concreto ao abstrato). Possibilitar que o aluno passe pelas mudanças de papéis, variando do menos competente no primeiro ano para mais competente ao final do ciclo, retornando ao primeiro papel no agrupamento seguinte. Essa vivência lhe dará a flexibilidade necessária ao mercado de trabalho da atualidade, desenvolvendo a adaptabilidade."




2 comentários:

  1. Que bom que a nossa princesinha tem uma mãezinha que cuida bem dela. Volto aqui depois para ler sobre esse método montessoriana, que ainda não conheço. Parabéns a Nina por mais essa etapa e aproveito para desejar FELIZ ANO NOVO QUE VENHA RECHEADO DE MUITA PAZ, SAÚDE E ALEGRIAAAA, MUITA ALEGRIA COM A SUA PRINCESINHA. Bjs Bibi foi muito bom te conhecer aqui. bjs

    ResponderExcluir
  2. Que legal!!! Depois vai contando o que acho deste metodo.....bjs

    ResponderExcluir

Nós AMAMOS quando você comenta!!